Governo de Cabo Verde e Vinci Airports assinam contrato de concessão aeroportuária

Governo de Cabo Verde e Vinci Airports assinam contrato de concessão aeroportuária

O Governo de Cabo Verde assinou com o grupo Vinci um contrato de concessão do serviço público aeroportuário, para a gestão, durante 40 anos, dos 4 aeroportos internacionais e 3 aeródromos do país, arrecadando 80 milhões de euros. Prevê-se, ainda, que o grupo Vinci pague anualmente uma percentagem das suas receitas brutas ao Estado de Cabo Verde (2,5% de 2022 a 2041, 3,5% de 2042 a 2051 e 7% de 2052 a 2061).

Esta concessão, atribuída à Vinci Airports por ajuste direto, prevê também que 30% das participações na sociedade de direito cabo-verdiano criada para assumir este contrato seja atribuída à ANA – Aeroportos de Portugal.

O objetivo é expandir e modernizar a rede aeroportuária cabo-verdiana e promover o turismo, tornando os aeroportos nacionais mais competitivos, em benefício da economia nacional, dos passageiros e utilizadores das infraestruturas aeroportuárias e atraindo novos operadores aéreos.

A concessão prevê também um investimento de 619 milhões de euros por parte do grupo Vinci nos aeroportos e aeródromos de Cabo Verde, ao longo de 40 anos, incluindo a ampliação das infraestruturas portuárias e a sua manutenção.

O contrato de concessão prevê, igualmente, a integração de até 382 dos atuais cerca de 500 trabalhadores da empresa estatal Aeroportos e Segurança Aérea (ASA).

Sobre o autor

administrator