Arquivo do blog

4ª edição do Cabo Verde Investment Forum terá lugar a 16 e 17 de junho no Sal

O evento Cabo Verde Investment Forum (CVIF) regressa à ilha do Sal a 16 e 17 de junho de 2022, no Hotel Hilton, após dois anos de adiamento devido à pandemia e às limitações impostas pela mesma.

Sob o lema “Cabo Verde is open to the world”, o CVIF 2022 enquadra-se nas atividades de promoção de investimento e exportação da Cabo Verde TradeInvest, com o objetivo de reforçar os investimentos do sector privado na economia cabo-verdiana, mediante intermediação e facilitação do acesso dos empresários e promotores nacionais aos mercados de capitais nacionais e internacionais.

O Cabo Verde Investimento Forum, que foi considerado um instrumento privilegiado de intermediação e encontro entre os promotores de projetos e os financiadores e investidores pelos seus parceiros, seguirá a orientação política do Governo de diversificação da economia e forte aposta no setor privado.

Os setores da Economia Digital, a Economia Azul, Energias Renováveis, Transporte Marítimo e Aéreo, Serviços Financeiros e Agro-negócio, juntamente com o Turismo, serão os principais eixos de desenvolvimento sustentável do país em destaque.

O CVIF é uma plataforma de conexão entre os investidores, parceiros e grandes projectos. Nesse sentido, o evento pretende alcançar a médio/longo prazo uma perceção elevada de Cabo Verde como plataforma de investimento fazendo ligação à economia global, “A Plataforma do Atlântico Médio para a Economia Mundial”; um Aumento a médio prazo dos investimentos nacionais, intrarregionais e Investimento Direto Estrangeiro em sectores que impulsionem o crescimento; Melhoria de acesso ao financiamento direto e instrumentos financeiros, particularmente relacionados com a partilha de riscos e instrumentos de garantia.

Nesta edição, procura-se um matchmaking de projectos mais direcionado para potenciais investidores identificados de acordo com a lista de contactos de eventos passados, de que fizeram parte o primeiro Cabo Verde Investment Forum no Sal, em 2019, em Boston, no mesmo ano, e em Dubai em fevereiro de 2022, além do trabalho da diplomacia económica na identificação e organização de missões empresariais para participar no evento.

O evento conta com o financiamento do Banco Mundial e Banco Africano de Desenvolvimento, com a parceria da Câmara de Turismo e das Câmaras do Comércio de Sotavento e Barlavento, Câmara do Sal e ASA – Aeroportos e Segurança Aérea.

A primeira edição do Cabo Verde Investment Forum realizou-se em julho de 2019 na ilha do Sal e também nesse mesmo ano em Boston, Massachusetts, nos Estados Unidos da américa.

No âmbito da participação de Cabo Verde na Expo 2020 Dubai, o CVIF realizou-se a 4 de fevereiro de 2022, no Hotel Habtour em Dubai, assinalando a retoma da realização deste evento de promoção do investimento.

Mais informações em:

Cabo Verde Investment Forum

Fórum de Macau realiza Reunião Extraordinária Ministerial ‘online’ a 10 de abril

Sob o tema “Um mundo sem pandemia, um desenvolvimento comum”, realizar-se-á no dia 10 de Abril de 2022, em formato online, a Reunião Extraordinária Ministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau), simultaneamente em Macau e Beijing.

Esta Reunião, abrangerá diversas actividades, designadamente, a Cerimónia de Abertura da Reunião Extraordinária Ministerial do Fórum de Macau; a Cerimónia de Descerramento da Placa do Centro de Intercâmbio da Prevenção Epidémica China—Países de Língua Portuguesa; a Reunião Extraordinária Ministerial e a Cerimónia de Assinatura da Declaração Conjunta.

Na cerimónia de abertura vão ser apresentados, por videoconferência, os discursos dos representantes dos governos dos países-membros do Fórum de Macau. O Primeiro Ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, fará uma intervenção durante a Cerimónia de abertura em que participam outros Dirigentes e Chefes de Governo, nomeadamente: o Ministro de Estado para a Coordenação Económica de Angola, o Vice-Presidente da República Federativa do Brasil, o Primeiro-Ministro da Republica Popular da China, o Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau, o Primeiro-Ministro da Republica de Moçambique, o Primeiro-Ministro de São Tomé e Príncipe e Primeiro-Ministro de Timor-Leste.

Seguir-se-á, a Reunião Extraordinária Ministerial onde “Os ministros que tutelam os assuntos” do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa vão intervir sobre o reforço do intercâmbio na prevenção pandémica, a promoção conjunta da recuperação económica no período pós-pandémico e assinatura da declaração conjunta. O Vice-Primeiro Ministro, Ministro das Finanças e do Fomento Empresarial e Ministro da Economia Digital, Olavo Correia fará uma intervenção na referida Reunião Ministerial. A par disso, intervirão os Ministros: Ministro da Indústria e Comércio de Angola, o Secretário-Geral das Relações Exteriores do Brasil, O Ministro do Comércio da China, o Ministro da Economia, Plano e Integração Regional da Guiné-Bissau, o Ministro da Indústria e Comércio de Moçambique, o Ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, o Ministro do Planeamento, Finanças e Economia Azul de São Tomé e Príncipe e Ministro da Presidência do Conselho de Ministros de Timor-Leste.

A «Declaração Conjunta» a ser assinada, uma iniciativa da RPChina, refletirá o empenho conjunto dos Países Membros do Fórum de Macau, de dotar o mecanismo de novos instrumentos de trabalhos, nomeadamente, o combate à pandemia, a restauração do crescimento económico e o aperfeiçoamento do funcionamento de Macau enquanto plataforma de intercâmbio entre a China e os Países de Língua Portuguesa, com o intuito de elevar a cooperação nas áreas de economia, comércio, cultura e saúde entre o Interior da China, Macau e os Países de Língua Portuguesa.

A Reunião Extraordinária, será momento ainda para o Secretariado Permanente aprovar a Adesão da Guiné Equatorial ao mecanismo ‘’Fórum Macau’’, tornando-se no décimo membro.

Estarão ainda presentes no evento online a Cabo Verde TradeInvest, a Embaixada de Cabo Verde na China e o Delegado de Cabo Verde junto do Fórum de Macau.

Em 2003, a China estabeleceu a Região Administrativa Especial de Macau como plataforma para a cooperação económica e comercial com os países de língua portuguesa e criou o Fórum de Macau.

O Secretariado Permanente do Fórum integra, além de um secretário-geral e de três secretários-gerais adjuntos, os oito delegados dos países lusófonos: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Cinco conferências ministeriais do Fórum de Macau foram realizadas no território em outubro de 2003, setembro de 2006, novembro de 2010, novembro de 2013 e outubro de 2016, durante as quais foram aprovados Planos de Ação para a Cooperação Económica e Comercial.

Inicialmente prevista para 2019, a Sexta Conferência Ministerial foi adiada para junho de 2020, não se tendo realizado até ao momento devido à pandemia da covid-19.

Save the Date: Trade and Investment Conference Cabo Verde Florida

As relações entre Cabo Verde e os Estados Unidos (EUA) remontam ao início do século XVIII, séculos antes de Cabo Verde se imaginar um dia ser país independente de Portugal. De facto, o primeiro consulado dos EUA na África Subsaariana foi inaugurado em Cabo Verde, em 1818.

Desde então, os laços entre os dois povos só se tornaram mais fortes. Hoje estima-se que o número de pessoas de ascendência caboverdiana a viver nos Estados Unidos1 seja superior aos cerca de 500.000 habitantes de Cabo Verde. A ligação entre os dois países está também a ser ainda cimentada a nível diplomático, como evidenciado pela assinatura do acordo de segurança entre os dois países há pouco mais de dois anos. Os Estados Unidos têm sido um parceiro importante desde os primeiros anos da independência de Cabo Verde em 1975, ajudando com assistência vital ao desenvolvimento e formação académica e profissional do povo caboverdiano.

Para aproveitar esta oportunidade e operacionalizar o caminho a seguir na iniciativa de promover o comércio e investimento entre Cabo Verde e Florida, propõe-se a implementação de três eventos sequenciais a curto prazo. Dois destes eventos serão realizados em 2022 ao passo que o terceiro será no início de 2023. Para garantir o máximo sucesso, prevê-se que cada evento será baseado nos resultados do evento anterior, e assim sucessivamente, até culminar com a Cimeira de Alto Nível no início de 2023.

Os três eventos seriam espaçados com cerca de seis meses de distância e faseados para assegurar a continuação do ímpeto, até chegar a grande Conferência Cimeira. Esses eventos serão organizados sob os auspícios do Primeiro-Ministro e pilotado por Cabo Verde Think Tank em parceria com a Autoridade Especial para a Zona Económica de São Vicente (ZEEMSV) e Cabo Verde Trade Invest, em colaboração com as Câmaras de Comércio de Barlavento e Sotavento. A organização do lado da Flórida será liderada por Enterprise Florida e por AGOA CSO Network Secretariat, em colaboração com o Africa Trade Development Center.

O primeiro evento será uma Missão Avançada a ser organizada no Mindelo, Cabo Verde, de 28 a 29 de março de 2022. A Missão Avançada será um evento de dois dias destinado a aproximar os principais protagonistas uns dos outros, forjar relações institucionais, explorar oportunidades de investimentos e iniciar o diálogo e envolvimento, com foco em capitalizar “as oportunidades mais palpáveis”.

Tendo em conta os constrangimentos de viagem e logística impostos pela pandemia Covid-19 em curso, é prudente planear uma Conferência de 2 dias a organizar através de um formato híbrido, tanto com presença física como virtual para aqueles que porventura não possam estar fisicamente presentes no evento.

A cidade do Mindelo na ilha de São Vicente é o local mais adequado para acolher este primeiro evento dadas as iniciativas em curso nos setores da economia marítima e do turismo, entre as quais se assinala a primeira Zona Económica Especial do país, o International Business Center (CIN), um terminal de cruzeiros, em construção, e o primeiro Hotel Sheraton de 5 estrelas a ser construído em Cabo Verde por investidores norte americanos.

Prevê-se que cinco MOUs serão assinados no evento. Estes centrar-se-ão principalmente na cooperação e capacitação institucionais, criando um sólido quadro estruturante capaz de traçar um curso programático e orientar o caminho para implementar a iniciativa de promoção do Comércio e Investimento entre Cabo Verde e o Estado da Flórida.

Cabo Verde Investment Forum 2022 no Dubai

Realizou-se no dia 4 de Fevereiro, o Cabo Verde Investment Forum (CVIF) na Expo 2020 Dubai, organizado pelo Governo de Cabo Verde, através da Cabo Verde TradeInvest.

Neste evento, que teve como principal objetivo identificar e mobilizar recursos para a implementação de projetos de investimento em Cabo Verde e estabelecer parcerias com esse fim, foram apresentados – a uma audiência de cerca de uma centena de participantes – projetos de iniciativa privada e de iniciativa pública e, também, as perspectivas de desenvolvimento sectorial do país.

Foram, ainda, promovidos encontros entre empresários, instituições públicas, investidores e representantes de fundos de investimento, com vista à concretização de projetos que possam impulsionar o comércio e o investimento em Cabo Verde. Com este mesmo propósito, promoveram-se também contactos entre promotores de projetos e instituições representadas no Médio Oriente.

O CVIF/Expo Dubai aconteceu no rescaldo das celebrações do dia de Cabo Verde na Expo 2020, no dia 3 de Fevereiro.

Projecto Aquasun estará no Cabo Verde Investment Forum na Expo 2020 Dubai

Aquasun é um projecto agro-industrial, com investimento estratégico em energias renováveis, dessalinização de água do mar para rega agrícola, produção agrícola tradicional e produção em hidroponia, que prevê criar 300 postos de trabalho ao final dos primeiros 4 anos da sua instalação.

O projecto prevê: (i) um parque solar híbrido para autoconsumo, integrado com uma central de dessalinização com capacidade de produção de 3500 m3/dia, (ii) a construção de um centro agro-industrial em Porto Novo, (iii) certificação da sua produção, transformação e embalamento, para garantir a qualidade do produto final para venda, (iv) produção de frescos e transformados de acordo com normas de certificação internacional de entidades como a Global Food Safety Initiative, a Food Safety System Certification, a International Food Standard e a Safe Quality Food, além de normas nacionais implementadas pelo IGQPI – Instituto de Gestão da Qualidade e da Propriedade Intelectual.
O objetivo da Aquasun é produzir cerca de 90% de energia a partir de fontes renováveis, utilizando-a para a sua atividade, fornecendo, ainda, água a 78 hectares de terrenos agrícolas pertencentes às zonas de Casa de Meio e Ponte Sul, em Porto Novo.

A Aquasun mereceu distinção da Sustainable Infrastructure Alliance, sendo um dos 5 melhores projectos mundiais de infraestruturas sustentáveis com forte impacto social, ambiental e de governação. A implementação do projecto representará benefícios financeiros e não financeiros (através do acesso a novas oportunidades de trabalho e desenvolvimento de competências) a 200 famílias (cerca de 840 pessoas) em Porto Novo. O projeto tem uma pegada ecológica negativa, evitando a emissão anual de cerca de 7000 toneladas de CO2, contribuindo, assim, significativamente para o combate às alterações climáticas provocadas pelo aquecimento global.

Um exemplo a seguir … e que será apresentado no Cabo Verde Investment Forum, a ser realizado a 4 de Fevereiro na Expo 2020 Dubai.

Governo organiza Cabo Verde Investment Forum na Expo 2020 Dubai

O Governo de Cabo Verde, através da Cabo Verde TradeInvest está a organizar uma edição do Cabo Verde Investment Forum (CVIF) no dia 4 de fevereiro, no âmbito da representação nacional na feira mundial Expo 2020 Dubai. O evento terá lugar no Habtoor Grand Resort, Autograph Collection, Al Falea Street, Jumeirah Beach, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos e conta com o elevado patrocínio do Gabinete do Primeiro Ministro, Vice-primeiro Ministro e do Ministério das Finanças, além do apoio do Comissariado nacional da Expo 2020 na organização.

Esta edição do evento vai focar-se na partilha de estratégias de desenvolvimento do governo, na apresentação do ambiente de negócios e das oportunidades de negócio bem como as perspetivas pós-covid-19, visando mobilizar recursos para a implementação de projetos em curso e encorajar o estabelecimento de parcerias.

O evento vai contar ainda com a apresentação pública da agenda económica do Governo, apresentação de projectos privados e públicos e encontros entre empresários e instituições públicas.

Espera-se a participação de empresários e promotores de projetos, representantes do Governo e das instituições públicas, representantes das Câmaras de Comércio, Turismo e Indústria cabo-verdianas e internacionais assim como, investidores, fundos e representantes seniores de parceiros financeiros e técnicos internacionais.

Os encontros pretendem impulsionar o comércio e o investimento em Cabo Verde, atrair e facilitar os contactos entre os empresários e promotores nacionais e os fundos, investidores e financiadores internacionais.

O CVIF – Expo Dubai faz parte de um conjunto de celebrações dedicadas ao dia de Cabo Verde na Expo2020, que se comemora no dia 3 de fevereiro, com um programa de encontros e contactos entre os promotores de projetos e instituições representadas no Médio Oriente.

A Expo2020 Dubai, inaugurada a 30 de setembro 2021, vai realizar-se durante 173 dias (6 meses) com todas as precauções sanitárias reunidas, conforme as regras previstas, envolvendo a participação de delegações de mais de 190 países, milhões de visitantes, entre eles investidores, Governos, organismos internacionais e instituições de financiamento.

O evento conta com o financiamento do Banco Mundial e com a parceria da Câmara de Turismo e das Câmaras do Comércio de Sotavento e Barlavento.

A primeira edição do Cabo Verde Investment Forum realizou-se em julho de 2019 na ilha do Sal e também nesse mesmo ano em Boston, Massachusetts, nos Estados Unidos da América.

Mais informações em breve no site oficial:

Cabo Verde Investment Forum

Fórum Macau lança Guia sobre como investir em Cabo Verde

O Fórum de Macau lançou no dia 3 de dezembro a primeira edição dos guias de investimento dos países de língua portuguesa para ajudar empresas chinesas e do território a investir e desenvolver a cooperação económica sino-lusófona. Os dias dedicam-se aos mercados de Cabo Verde, Guiné, Angola, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste e pretendem trazer novas oportunidades de investimento para os mesmos.

“Os novos Guias de Investimento visam fomentar o investimento e o comércio provenientes do setor empresarial do interior da China e Macau nos países de língua portuguesa, para que Macau possa exercer integralmente o seu papel de plataforma”, afirmou, na cerimónia de lançamento, o secretário-geral adjunto do Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau).

Ding Tian disse que estes guias de investimento dos oito países lusófonos, bilingues (chinês-português), contaram com a estreita colaboração dos delegados dos países no Fórum de Macau e as agências de promoção do investimento de cada país.

Os guias, produzidos pela empresa local Macaulink com a colaboração da empresa portuguesa Ecospheres, apresentam “toda a informação atualizada (…) na ótica dos investidores chineses”, abrangendo “incentivos e benefícios” para diferentes setores, “garantias e políticas preferenciais para os investidores”, em termos de lei, regulamentos e formalidades, bem como os “regimes fiscais relativos ao processo de investimento”, salientou.

O Fórum de Macau vai continuar a explorar “novas áreas e novos modelos de cooperação entre a China e os países de língua portuguesa, enquanto mecanismo multilateral que visa promover a cooperação económica e comercial sino-lusófona, com benefícios recíprocos, para melhor responder, em conjunto, aos existentes desafios económicos globais”, sublinhou o responsável.

À margem da cerimónia, o coordenador do Gabinete de Ligação e delegado de Cabo Verde junto do Secretariado Permanente do Fórum, Nuno Furtado, considerou que o guia sobre o seu país, além de fornecer informações práticas, contribui para um “maior conhecimento das oportunidades de investimento” em Cabo Verde, dotando os investidores chineses de “um instrumento de orientação fundamental”.

A China estabeleceu a Região Administrativa Especial de Macau como plataforma para a cooperação económica e comercial com os países de língua portuguesa em 2003, ano em que criou o Fórum de Macau.

Este fórum tem um secretariado permanente, reúne-se a nível ministerial a cada três anos e integra, além de um secretário-geral e de três secretários-gerais adjuntos, os oito delegados dos países lusófonos.

Guia de Investimento de Cabo Verde

CV TradeInvest é parceira da VII Missão Empresarial Alemã de Energia

Em Cabo Verde, a energia é um fator estratégico para um desenvolvimento sustentável, devido à alta dependência do país de fontes de energia primária. O rápido crescimento dos últimos 20 anos tem sido igualmente associado a um aumento da procura de energia, o que coloca desafios estratégicos e infraestruturais para Cabo Verde. 

Apesar do impacto da pandemia de COVID-19, a população urbana de Cabo Verde deverá aumentar mais de 92.400 habitantes até 2030, o que deverá ser acompanhado por uma necessidade de mais de 26.000 novas habitações. Ao mesmo tempo, os setores de construção civil e dos edifícios em conjunto são responsáveis por mais de um terço do consumo final de energia mundial e quase 40% das emissões diretas e indiretas de CO2. Por esta razão, os edifícios devem ser concebidos para serem energeticamente eficientes desde o início ou restaurados de forma a corresponder aos requisitos.

Dados os desafios do país e o seu enorme potencial na área das energias renováveis, o governo cabo-verdiano identificou, portanto, a sua utilização como uma das mais importantes prioridades de desenvolvimento no Programa Nacional de Sustentabilidade Energética (PNSE), enquanto, no âmbito do Projeto de Eficiência Energética em Equipamentos e Edifícios (PEEE), foram implementadas várias medidas e iniciativas na respetiva área. Assim, existem condições propícias para o intercâmbio de conhecimento e parceiras internacionais em prol do desenvolvimento sustentável do setor dos edifícios em Cabo Verde.

Neste contexto, e considerando a vasta experiência da Alemanha neste domínio, a Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã (CCILA) realiza a

  • VII Missão Empresarial Alemã de Energia entre 16 – 19 de novembro de 2021, incluindo o
  • – VII Simpósio Germano-Cabo-Verdiano de Energia (16 de novembro) e Reuniões B2B digitais,

organizada em colaboração com o Ministério da Indústria, Comércio e Energia (MICE), a Cabo Verde TradeInvest (CVTI) e a consultora alemã RENAC (Renewables Academy), contando ainda com o apoio das Câmaras de Comércio Sotavento (CCS) e Barlavento (CCB), da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC) e da Electra SA.

No Simpósio, subordinado ao tema “Eficiência Energética, incl. Energias Renováveis, em Edifícios em Cabo Verde”, que este ano se realiza em formato digital através da plataforma ZOOM no dia 16 de novembro de 2021 (ver programa em baixo) e que marcará o início da Missão e da agenda de atividades da semana da XXIV edição da FIC, poderá obter em primeira mão informações sobre os desenvolvimentos, novidades e projetos de especialistas alemães e stakeholders cabo-verdianos sobre as tecnologias nas áreas da eficiência energética e energias renováveis bem como a sua aplicabilidade no setor dos edifícios. Neste âmbito, 6 empresas alemãs fornecedoras de equipamentos e prestadoras de serviços irão apresentar os seus serviços, propostas e soluções inovadoras, bem como possíveis domínios de cooperação com empresas em Cabo Verde.

Nos dias a seguir ao Simpósio (17 – 19 de novembro) realizar-se-ão Reuniões B2B pré-agendadas e mediadas pela CCILA entre os participantes alemães e potenciais parceiros cabo-verdianos através da plataforma digital Microsoft TEAMS. Após inscrição, a CCILA irá entrar em contacto com as empresas cabo-verdianas inscritas, a fim de agendar as reuniões bilaterais.

Conheça as 6 empresas alemãs que pretendem estabelecer parcerias com empresas cabo-verdianas e apresentar as suas soluções:

participação no Simpósio é gratuita, mas carece de inscrição até ao dia 15 de novembro e posterior confirmação pela CCILA. Se estiver interessado numa reunião individual com uma ou mais das empresas alemãs, deverá indicar a sua escolha na inscrição.

Para empresas cabo-verdianas não sediadas na Ilha de Santiago, e que no período da Missão Empresarial se encontrem em Praia devido à realização da XXIV edição da FIC, a Câmara de Comércio de Sotavento (CCS) disponibilizará nas suas instalações um espaço para assistirem ao Simpósio no dia 16.11. (respeitando as respetivas medidas sanitárias), assim como postos de trabalho para a realização de reuniões digitais B2B no âmbito da Missão. Indique a sua preferência no ato da inscrição.

Esta missão conta com o apoio do Ministério Federal Alemão de Economia e Energia e integra-se no âmbito da Iniciativa “Exportinitiative Energie”.

Programa VII Simpósio CV Alemão Energia 2021

Link de Inscrição

Expo 2020 Dubai foi inaugurada

A Expo 2020 Dubai, foi inaugurada esta quinta-feira, dia 30 de setembro, sob o lema “Connecting Minds, Creating the Future” – Conectando Mentes, Conectando o Futuro – com a realização de uma cerimónia ao vivo através de uma plataforma online.


A exposição internacional em que estão a participar mais de 190 países de todos os continentes, num espaço de 200 hectares, conta também com um pavilhão de Cabo Verde dedicado à cultura nacional. Mais informações em: Cabo Verde Pavilion | Expo 2020 Dubai

A Comissão nacional representada por Ana Lima Barber apresentou o tema da Mobilidade, num contexto de “Cabo Verde, is open to the world”, através da difusão de talentos, cultura e língua de diversas geografias.

A Expo 2020 Dubai representa a primeira edição de uma Expo mundial nas regiões do Médio Oriente, África e Sul de África e o maior evento mundial realizado desde o início da pandemia.

Além da promoção cultural e de novas oportunidades de cooperação entre os países, o evento pretende também promover iniciativas como “Melhores práticas globais”, sustentabilidade, inovação, cooperação e mobilidade
A Expo 2020 decorrerá de 1 de Outubro a 31 de Março de 2021 e espera receber 25 milhões de visitantes.

As Exposições Mundiais são um dos maiores e mais antigos eventos internacionais, ocorrendo a cada cinco anos e com duração de seis meses. É um festival para todos dedicado à promoção de cada país.